Realização:

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn

Agenda lançada pelo IDEC propõe ações para promover mudança dos sistemas alimentares no Brasil

Transição é fundamental para resolver a fome e a insegurança alimentar, a obesidade e as mudanças climáticas.



Uma publicação lançada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) sistematiza recomendações para promover uma transição para sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis, estratégia considerada fundamental para resolver a fome e a insegurança alimentar, a obesidade e as mudanças climáticas no Brasil.


A publicação é dividida em cinco dimensões - negócios, abastecimento e demanda, ecológica, saúde e governança - e apresenta 52 recomendações de mudanças que devem ser feitas, e como fazê-las para transformar a maneira com que os alimentos são produzidos, distribuídos, ofertados e consumidos. Internacionalmente, há um consenso cada vez maior sobre a influência do ambiente alimentar nas escolhas alimentares e da necessidade de ações sistêmicas para o cuidado da obesidade. A promoção de sistemas alimentares saudáveis é uma estratégia fundamental para o cuidado e manejo da obesidade em crianças e adolescentes.


O material é resultado de um ano de trabalho e pesquisa do Idec sobre o tema com parceiros estratégicos. A “Agenda para Ação: transição para sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis no Brasil” é resultado de uma ampla revisão de literatura, realizada pelo Idec, que destaca a conexão entre fome, obesidade e mudanças climáticas.


Acesse o material aqui.

10 visualizações
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn

Rua Humaitá, 275 - 7° andar
Humaitá, Rio de Janeiro – RJ
CEP: 22261-005
desiderata@desiderata.org.br

(51) 99371-8689 | (21) 99137-8233